sexta-feira, 21 de janeiro de 2011

Voluntariado de proximidade






Quem quer fazer arranja maneira, quem não quer arranja desculpas”. É com este lema que a presidente do Ano Europeu do Voluntariado, Fernanda Freitas, agarra o desafio de promover ao longo de 2011 uma cidadania efectivamente activa, contrariando a fraca tradição do país nesta matéria. Qualquer empresa pode e deve contribuir, dedicando uma fatia do seu plano de comunicação a acções de proximidade a (quase) custo zero. A programação nacional do AEV fervilha de ideias e “Portugal já foi considerado um case studie para a UE”, garante
Ler + da entrevista em Ver

Sem comentários:

Enviar um comentário