segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

6 dicas para empreender antes dos 30





Se você é jovem e quer abrir um negócio, confira as dicas de especialistas para aumentar suas chances de ter sucesso.

Com apenas 16 anos, Roberto Fermino já sabia o que queria da vida: ser dono do próprio negócio. Ainda adolescente, fornecia som e iluminação para festas de aniversário e casamentos e, aos 21 anos, já estava pronto para abrir sua própria casa noturna. Ou, pelo menos, era o que pensava.

Conciliar estudos e trabalho – Fermino cursava Engenharia na Escola Politécnica da USP e era funcionário do Metrô de São Paulo – com os desafios de administrar o negócio aos finais de semana se tornou uma tarefa árdua demais. “Era como se eu estivesse equilibrando vários pratos ao mesmo tempo, e, na hora que caiu um, caíram todos”, relembra ele.

O jovem empreendedor perdeu nada menos que 35 mil reais nesta aventura. O tombo foi grande, mas a queda foi suavizada pelo amparo da família e o entusiasmo para começar de novo. “Continuava morando com os meus pais, portanto o prejuízo não teve efeitos tão drásticos na minha vida. O mais triste era não ter dinheiro para começar outro negócio”, conta.

Fortalecido pela experiência, Fermino decidiu se preparar melhor para sua próxima empreitada. “Acabei descobrindo que estava muito verde”, admite. Através da Endeavor, organização global de apoio a empreendedores, conheceu o empreendedorismo de alto impacto e hoje, aos 26 anos, prepara o lançamento do primeiro produto da sua nova startup, a JS Tecnologia.

A experiência de Fermino reflete o melhor e o pior de empreender quando se é jovem. De um lado, as responsabilidades são menores e a propensão para correr riscos é maior. De outro, a ansiedade e o despreparo podem levar a erros fatais. Se você é jovem e quer abrir um negócio, confira a seguir dicas de especialistas para aumentar suas chances de ter sucesso:

1. Tire vantagem da estabilidade
Uma das grandes vantagens do jovem empreendedor é a possibilidade de arriscar mais por ter menos a perder. “Se você ainda vive com os seus pais, perder dinheiro vai ser menos traumático do que se tiver que sustentar sua própria família”, aponta Eduardo Vilas Boas, gerente de negócios da consultoria Empreende e co-autor do livro Empreenda antes dos 30, da Editora Saraiva. “Os dois primeiros anos de um negócio são muito delicado, você gasta muito dinheiro e ganha pouco”, acrescenta Tales Andreassi, coordenador do Centro de Empreendedorismo e Novos Negócios da FGV-EAESP. Além disso, os compromissos e exigências familiares são menores. “Empreender exige muita dedicação e tempo. Nesta fase da vida, é mais fácil mergulhar de cabeça no negócio”, destaca Vilas Boas.

2. Aproveite o entusiasmo
A energia e o entusiasmo também são atributos que contam a favor do jovem empreendedor – embora não sejam exclusividade de quem ainda não chegou aos 30. “A vontade de fazer acontecer do jovem é uma característica importante”, observa Vilas Boas. Além de funcionar como combustível para que os projetos avancem mais rapidamente, a empolgação pode contagiar possíveis colaboradores e ajudar a atrair recursos para a empresa. “Empreendedores mais jovens costumam ter uma característica que os investidores chamam de ‘sangue nos olhos’. É um misto de energia, motivação, conhecimento e foco, que combinados passam a impressão forte de que aquele empreendedor será realmente capaz de executar o projeto com sucesso”, diz Yuri Gitahy, fundador da Aceleradora, que apóia startups com gestão e capital semente.

3. Não se precipite
Agir com entusiasmo não é sinônimo de ser irresponsável. Antes de embarcar em uma empreitada, certifique-se de que você está pronto para o desafio. “Se você ainda não tem certeza, talvez seja melhor ir para uma empresa para buscar mais experiências”, aconselha Andreassi. “O momento ideal para empreender é entre os 25 e 30 anos, porque você já tem alguma experiência, já construiu um bom networking, mas ainda tem um custo de vida relativamente baixo”, opina o professor.

4. Ouça a voz da experiência
Estar bem preparado é fundamental para quem quer abrir um negócio em qualquer idade. Se você quer aumentar as suas chances de sucesso, procure cursos, livros, sites, blogs e toda e qualquer fonte de informação disponível sobre a área em que você pretende atuar. Buscar entidades que apóiam e ajudam a formar empreendedores – como o Sebrae e a Endeavor – também é uma alternativa para quem quer desenvolver suas habilidades. Além disso, procure conversar com outros empreendedores que já estão tocando seus negócios. Eles poderão te dar a real dimensão dos desafios que enfrentam no dia-a-dia, dividir experiências e dar conselhos valiosos. Os eventos de networking e espaços de coworking são bons pontos de partida para fazer esses contatos.

5. Fique atento às oportunidades
Estar atento às oportunidades que aparecem e saber tirar proveito delas é a regra de ouro de todo bom empreendedor. Para quem ainda está na faculdade, os próprios projetos acadêmicos podem ser bons laboratórios para testar suas ideias. O empreendedorismo corporativo – empreender dentro do seu atual emprego – também é um caminho para desenvolver habilidades em um ambiente de menor risco. Até o lazer pode ser fonte de inspiração. “Se você faz uma viagem, observe os produtos e serviços que existem lá e ainda não chegaram até onde você mora”, exemplifica Vilas Boas.

6. Não tenha medo de fracassar
Se você identificou uma boa oportunidade de negócio, se preparou para o desafio e está pronto para empreender, não tenha medo de errar. Uma das vantagens de ser jovem é que você pode continuar tentando. Muitos empreendedores de sucesso fizeram várias tentativas antes de acertar. Mais do que isso, verdadeiros empreendedores continuam sempre em busca de novas oportunidades, mesmo quando já alcançaram o sucesso. “É importante é errar, mas é difícil. No Brasil, falhar ainda é muito feio. Tem que ter muito foco, não pode desistir”, aconselha Fermino, que hoje divide suas experiências com outros jovens interessados em empreender, coordenando o Núcleo de Empreendedorismo da USP.

Fonte: Exame Brasil

Sem comentários:

Enviar um comentário