sábado, 2 de abril de 2011

ECOEMPREENDEDORISMO - INOVAÇÃO E GESTÃO AMBIENTAL

A criação do ecoempregos constitui um elemento essencial para vencer o fantasma do desemprego. Os ecoempreendedores promovem a geração de ecoempreendimentos que ofertam produtos/serviços, mas também representam um exemplo vivo de que é possível propiciar aos jovens a alternativa de ser um ecoempreendedor ao invés de ser empregado.
As novas empresas têm sido muito mais eficazes em aproveitar as novas oportunidades proporcionadas pelo avanço tecnológico onde seus ecoempreendedores optaram não pelo primeiro emprego e sim por uma ecoempresa.
O ecoempreendedorismo pode promover surgimento de uma cultura ecoempreendedora e criar um ambiente favorável à implantação de um programa de ecoempresas, como mecanismo de reforço do potencial espírito empreendedor, fornecer informação relevante e serviços de apoio, de modo a encorajar a criação e crescimento de start-up.
Para que isso possa realizar é preciso reforçar ações na área da educação e a formação em empreendedorismo, facilitar a transferência de propriedade, rever a legislação relativa às falências e melhorar os procedimentos relativos ao cancelamento e reestruturação das empresas.
O número de indivíduos que desejam criar o seu próprio negócio cresce dia-a-dia. O fenômeno do ecoempreendedorismo vem se alastrando pelos quatro cantos do mundo, em ritmo cada vez mais alucinante. O candidato a ecoempreendedor tem que vencer uma verdadeira corrida de obstáculos para poder concretizar o sonho de ser dono de seu próprio econegócio.
Ecoempreendedores não nascem. Eles são formados e desenvolvem sua visão de econegócios, sempre tendo em mente o objetivo de fazer o melhor, gerenciam o seu negócio de forma simples, eficiente e eficaz, porém, o sucesso é fruto não somente das práticas de boa gestão e sim de uma postura comportamental fundamentada no espírito empreendedor. Uma atitude mental positiva, firmeza de propósito, a consciência de que o objetivo de qualquer negócio é criar, manter e fidelizar clientes permitem ao empreendedor almejar o sucesso.
Há cada vez maior necessidade de ecoempreendedores capazes de criar sustentabilidade no desenvolvimento econômico, que trabalhem em prol da qualidade de vida o que torna o empreendedorismo um instrumento imprescindível que isso seja alcançado.
Esperamos que a leitura deste texto, ao mesmo tempo em que discorre sobre ecoempreendedorismo, desperte, no leitor, a força do espírito empreendedor, como opção de vida. O ecoempreendedorismo será a alternativa profissional para muitos indivíduos no século XXI.
Vivemos a Era do poder da informação, dos negócios on-line, da força das idéias audaciosas... e da sorte. A idéia é a nova moeda do mundo empresarial. Quem tem uma idéia, depara-se com duas opções: ou faz o que é necessário para colocá-la em prática, ou arranja muitas desculpas para não o fazer.
Esta é única alternativa que pode fazer a pessoa se arrepender para o resto da vida. O ecoempreendedor, criador de ecoempresas, sabe que "tentar e falhar é no mínimo aprender. Não chegar a tentar é sofrer a perda incalculável do que poderia ter conseguido.”
Discorrer sobre o ecoempreendedorismo no Brasil solicita uma visita por toda a história política, econômica e social do país. Fazer uma ponte com as revoluções econômicas e sociais do mundo também é necessária.
Mas, principalmente, é preciso olhar atentamente para o homem e para a mulher, o ecoempreendedor e a ecoempreendedora. Para as mudanças, a emancipação, o desenvolvimento e as transformações por que eles (as) passam.
Falar de ecoempreendedorismo é falar do ser humano e, por conseguinte, da capacidade nata que ele tem de se moldar, suplantar e transcender os limites impostos a ele.
É encontrar uma saída, e diga-se, dos empreendedores, uma boa saída para os momentos de crise. É falar de conhecimento, inovação, sabedoria, visão, ousadia, coragem. É falar de ética, de novas possibilidades e caminhos por desvendar. Inovação, criação e experiência de novos saberes, desejos.
É acima de tudo falar de futuro. É falar de opções, da possibilidade de se escolher que futuro se quer e que começa a ser planejado no hoje, no agora.
Como afirma Drucker (1985): “tentar adivinhar que produtos e processos o futuro exigirá é um exercício fútil”.
Mas é possível decidir que idéia se quer ver como realidade no futuro e construir uma empresa diferente baseada nessa idéia. Fazer o futuro acontecer significa também criar uma empresa diferente.
Mas o que faz o futuro acontecer é sempre a incorporação a uma empresa da idéia de uma economia, de uma tecnologia, de uma sociedade diferente. Não precisa ser uma grande idéia; mas tem que ser diferente da norma vigente no momento.
A idéia tem que ser empreendedora – uma idéia com potencial e capacidade para produzir riquezas, expressa por uma empresa produtiva, em funcionamento, trabalhando – e levada a efeito por meio das ações e do comportamento da empresa.
Não surge da pergunta: Com o que vai se parecer a sociedade do futuro? Mas de que grande mudança na economia, no mercado ou no conhecimento nos capacitaria a conduzir a empresa da maneira que realmente gostaríamos, da maneira pela qual realmente obteríamos os melhores resultados econômicos?
A trilogia dos E’s – Ecoempreendedor, Ecoeconomia e Ecoempreendimento constitui a base filosófica do Empreendimento Verde, pois explica onde e como o ecoempreendedor pode desenvolver o ecoempreendedorismo, identificando suas características comportamentais para criar um empreendimento com sucesso e que fenômenos dentro da ecoeconomia (mercado) podem gerar a identificação ou criação da oportunidade de econegócio.
Urge incentivar o espírito ecoempreendedor entre os trabalhadores do conhecimento para que se tornem ecoempreendedores, criadores de riquezas.
Poucos estudos se dedicam à analise da transformação de uma idéia em uma oportunidade de econegócio, em um startup, "as indústrias do conhecimento elevado" (serviços profissionais, engenharia, consultoria e assim por diante). O desafio é propiciar aos trabalhadores do conhecimento condições para criarem suas próprias ecoempresas para que sejam bem-sucedidos.

Sem comentários:

Enviar um comentário