segunda-feira, 2 de maio de 2011

Uma outra bolsa - Bolsa de Valores Sociais (BVS)























No final dos anos noventa Celso Grecco, 48 anos, era um publicitário de sucesso que aspirava trabalhar a tempo inteiro em prol do desenvolvimento social. Por essa altura os empresários brasileiros perceberam que a responsabilidade social era fundamental para a imagem das suas marcas. Celso viu uma oportunidade para cumprir o seu sonho e, em Dezembro de 1999, criou a Atitude, consultora em responsabilidade social e sustentabilidade. Quando a Bovespa (Bolsa de Valores do Brasil) o abordou, ele propôs aliar o investimento social e o know how do cliente. Assim, em 2003, nasceu a primeira Bolsa de Valores Sociais (BVS) do mundo.

O funcionamento é simples: tal como na bolsa convencional os investidores podem adquirir acções, mas de projectos sociais criteriosamente seleccionados, e acompanhar passo a passo o progresso do seu investimento. A diferença é que nesta bolsa o lucro é medido pelo desenvolvimento social alcançado. Apesar do sucesso e reconhecimento internacional, a iniciativa tarda em replicar-se. Em 2009 Portugal tornou-se no segundo país do mundo a ter uma BVS.



Sem comentários:

Enviar um comentário